Translate

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Quando será o teu Ano Novo?






Quando será o teu
Ano Novo?


            Diz-nos sabiamente Vinícius, em "Na Seara do Mestre", que "a mutabilidade é inerente à matéria, e não ao tempo". E diz-nos Kardec ainda: "Tantos mundos haja na vasta expansão, tantos tempos diversos haverá, e incompatíveis. Fora dos mundos, unicamente a eternidade substitui essas sucessões efêmeras e tranquilamente preenche com sua luz imóvel a imensidão dos céus".

            Noção difícil de assimilarmos integralmente, na condição de espíritos
reencarnados. Tudo que transcende a nós, que não podemos abranger com nossa visão limitada, torna-se difícil para concebermos. É a velha história do cego que não pode idear as cores ...  

         Assim, no calendário terreno, a cada 365 dias encerrados, inauguramos 1 ano novo, sem nos apercebermos de que, na realidade, não há tempo novo, pois este é imutável, impenetrável, é o Presente Eterno. O que está ocorrendo são mudanças da matéria, em seu processo de transformação e evolução.

         O Espírito, a que a matéria está subordinada como instrumento, não se rege por calendários. Para ele, tempo novo é o momento da renovação interior, é o tempo em que fizer um retrospecto de sua caminhada evolutiva e resolver alijar de si tudo que é negativo ao Bem e à Virtude, esforçando-se no sentido de desenvolver as potencialidades divinas que jazem adormecidas em seu mais puro interior.

         Ano Novo, para o Espírito, é o homem novo que deverá surgir dos escombros das instituições transitórias na construção de um mundo melhor; Ano Novo é o tempo de voltarmos os olhos aos mais aquinhoados pelo sofrimento, no sentido de, amparando-os, ampararmos a nós próprios pelo bem de fazer o Bem; é o tempo de esquecermos nossos ódios e rancores, inimigos e opositores, pois "se só amardes os que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem o mesmo os publicanos e pecadores?"

         A significação que poderemos dar às comemorações que ocorrem a cada início de ano terreno, será a da oportunidade da lembrança constante de nossa transformação. O plano superior no-la oferece, pois sabe que aos alunos incipientes é necessária a repetição.

         Ano Novo em verdade será o tempo em que resolvermos definitivamente ser fiéis seguidores do Cristo.

LULY

Brasil Espírita (FEB) Jan 71


Nenhum comentário:

Postar um comentário