Translate

quinta-feira, 28 de junho de 2012

7.10 A Prece do Coração Amargurado



7.10 A Prece do Coração Amargurado

            Nunca foi tão oportuno quanto agora o célebre aforismo do pórtico de Delfos: "Conhece-te a ti mesmo." Através da autoeducação do sentimento é que o homem poderá engrandecer-se moralmente. Sempre é mais fácil descobrir e criticar defeitos, erros e deficiências em nossos semelhantes do que perceber, identificar e lutar contra os que estigmatizam o nosso caráter.  Geralmente somos severos com o próximo e excessivamente tolerantes conosco. Talvez fosse aceitável termos atrás de nós quem, nos momentos cruciais da vida terrena, nos alertasse o espírito contra as surpresas da vaidade e do orgulho, como aquele romano vitorioso que se valia de um escravo para não deixar que o iludissem os aplausos e as louvaminhas dos cortesãos interesseiros. Cave ne cadas! (Cautela em não caíres!) -exclamava-lhe o fâmulo, logo que os epinícios lhe feriam agradavelmente os ouvidos... Sim, dessa forma talvez fossem menores os nossos erros. Entretanto, menores seriam também os nossos méritos, porque a redução de nossas infrações à Lei não seria fruto de um auto esforço para melhorar. Não representaria o aprimoramento espontâneo do nosso sentimento, mas apenas consequência passageira da vigilância de outrem, possivelmente tão necessitado quanto nós de evolver.

Indalício Mendes
                                                                              Reformador (FEB) Fev 1950 



Nenhum comentário:

Postar um comentário