Translate

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Centelha Divina


Centelha Divina  JUN 29

                                   
         Ouvindo Pilatos esta palavra (ele se fez Filho de Deus), temeu ainda mais. Tornou a entrar no pretório e perguntou a Jesus: “Donde és tu?” Jesus, porém, não lhe deu resposta. Disse-lhe Pilatos: “Não me respondes? Não sabes que tenho poder de por-lhe em liberdade?”    João  19,  8 ss



         “Não terias poder, Pilatos, se não te fora dado do alto...”

         Ouvistes, superficiais democratas e temerários demagogos, que não é o povo que vos confere o poder?

         Ouvistes, iníquos revolucionários e desatinados anarquistas, que não é o povo que pode tirar do soberano o poder, porque não foi o povo que lho conferiu?

         O povo designa apenas a pessoa, o depositário, o veículo desse misterioso quê, dessa centelha celeste que chamamos poder, autoridade.

         Todo o poder vem de Deus. Ninguém dá o que não tem.

         Como pode o povo conferir poderes que não possua? Como pode o vácuo dar plenitude?

         Toda a legítima autoridade, mesmo pecadora, é reflexo da Divindade...

         “Não terias poder se não te fora dado do alto...”

         Sublime lição de Sociologia, essa, que o divino réu deu ao humano juiz!

         Ouviu Tibério Cesar que não passa de mendigo de Deus... Tombaram as águias do Capitólio ante a cruz do Gólgota... Tingiram as asas no sangue de Cristo...

         “Não terias poder, ó Roma, se não te fora dado do alto... Do alto da cruz...”
                                                                 
          
 Huberto Rohden
in “Em Espírito e Verdade”
Edição da Revista dos Tribunais, SP – 1941  


Nenhum comentário:

Postar um comentário