Translate

domingo, 24 de junho de 2012

O Olhar de Jesus


 O Olhar de Jesus JUN 24

                    
           

            Estava Pedro sentado fora do pátio. Chegou-se a ele uma criada e disse: “Também tu estavas com Jesus, o Galileu.”
            Ele, porém, negou diante de todos, dizendo: “Não compreendo o que dizes.”
            Ia Pedro saindo ao portal, quando o viu outra criada, e disse para os circunstantes: “Esse também estava com Jesus, o Nazareno.”
            Pela segunda vez, negou ele, e com juramento, dizendo: “Não conheço esse homem.”
            Decorrido pouco tempo, acudiram os circunstantes, dizendo a Pedro: “Realmente, tu também és do número deles; a tua linguagem te dá a conhecer.”
            Então, entrou ele a praguejar e a jurar, que não conhecia aquele homem. E imediatamente cantou o galo.
            Nisto, se lembrou Pedro do que lhe dissera Jesus: “Antes de o galo cantar, três vezes me terás negado.” Saiu de onde estava e chorou amargamente.      Mateus  26, 69ss



            Quem ousará ainda confiar em si mesmo? “Quando o mais corajoso dos apóstolos, disposto a ir com o Mestre para o cárcere e para a morte”, poucas horas depois nega conhecê-lo? Jura que não conhece “esse homem”? maldiz a hora em que chegou a conhecê-lo?...

            Oh abismo da humana fraqueza!

            Oh inconfidência do nosso coração!

            Se a graça de Deus não nos valer – quem subsistirá?

            Mas um silencioso olhar de Jesus é mais poderoso que toda a força da humana fraqueza.

            De um negador fez um penitente...

            De um covarde, um herói...

            De um pecador, um santo...

           
           
           
Huberto Rohden
in “Em Espírito e Verdade”
Edição da Revista dos Tribunais, SP – 1941  



Nenhum comentário:

Postar um comentário