Translate

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Burlões


Burlões
Abel Gomes
Reformador (FEB) Dezembro 1946

            Há no mundo astral uma região chamada "Burlolândia", que é habitada pelos fraudulentos e traidores.

            Lá vi dois burlões: um queria vender ao outro um campo que parecia bem cultivado.

             "- Quanto à colheita não terás de que te queixares", disse ele, mostrando a plantação; o outro só via deserto; mas querendo também enganar o vendedor, elogiou o campo e a habilidade do agricultor. Porém, quando pagou, o dinheiro se transformou todo em grãos de areia. Ele exclamou: "Pago assim muito bem tuas fraudes e mentiras".

            O outro o esbofeteou e atracaram-se em luta, gritando: "Oh, burlão, agora vejo o que querias fazer!"

            Um bate forte, o outro lança-o ao chão; longo tempo dura a peleja; finalmente, exaustos, ambos adormecem.

            Quando despertaram, cada um saiu para um lado, à procura de alguém para enganar.

            Como esses, lá havia muitos que a mim também quiseram burlar.

            Como não me quis deixar enganar, quiseram atacar-me, espancar-me; porém, com energia os repeli e não me deixei explorar.

            Lá vi outros sofredores: um perseguia à sua ex-esposa, como pérfida. Ela escondia-se, mas ele a procurava com renitência.

            Quando lhe pareceu que a encontrava, outra mulher lhe aparece. Esta fora por ele enganada em seu amor e muito sofrera.

            Fiquei sabendo que também aí eu não podia ainda ajudar, porque, quando não é castigado sobre a Terra, o criminoso recebe o castigo depois da morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário