Translate

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

As Lutas de Lodge


Resultado de imagem para oliver lodge images


As Lutas de Lodge
Reformador (FEB) Dezembro 1945

            A certeza de vistas e a intolerância não são privilégio das seitas religiosas em que o dogma impera. Vamos encontrá-las também entre os que presumem possuir conhecimentos científicos, em homens que toda a gente supunha alforriados de preconceito.

            Vieram-nos estes reparos a propósito do que refere ‘The New York Sun’, de 26 de março de 1926.

            A Sociedade Real de Londres desejava que o grande cientista inglês, Sir Lodge, resignasse ao seu lugar na mencionada Sociedade, em virtude de sua crença na comunicabilidade dos Espíritos.

            Sir Oliver Lodge, em carta publicada no ‘Nature’, declara que condescende em resignar a sua cadeira naquele famoso cenáculo.

            Afirmava, assim, o ilustre cientista que já ia nos seus 76 anos de idade, que se mantinha inabalável em suas crenças, acrescentando: "Se eu tivesse alguma dúvida a cerca da comunicação dos mortos, proclamá-la-ia; mas seria insensatez falsear a verdade; isso não farei, sejam quais forem as consequências."

            São estas as palavras textuais do eminente cientista inglês, que a Sociedade queria repelir do seu seio:

            "Pede-me o Prof. H. E. Armstrong que me retire da Sociedade Real, por haver gradualmente chegado à completa convicção em assunto submetido a intenso debate e cheio de incertezas, e tê-lo dito, apesar de ainda estar em dúvida a maioria dos meus colegas da Sociedade Real.

            "Prometo que, quando tal pedido for feito oficialmente, resignarei, sem nenhuma dúvida, mas sem deixar nunca de afirmar aquilo que julgo uma verdade demonstrada pela evidência, clara e repetida."

            Uma das mais significativas referências feitas por Sir Oliver Lodge às suas crenças, deu-se no City Temple, em Uolboru Viaduct, onde ele declarou:

            "Sei que há no Universo seres de categoria mais elevada que o homem; sei ainda que estamos rodeados de grande multidão de auxiliares; que estes empregam suas forças e perícia em assistir-nos, para que possamos obter o benefício do nosso patrimônio e alcançar os nossos destinos. "

            Na Igreja da Inglaterra, em Victoria Street, declarou o grande sábio que a Ciência não pode esperar resolver o grande enigma do Universo.

            Disse mais que a Ciência não trata das origens nos seus limites extremos.

            "Não somos os únicos seres da Criação, afirma Lodge. Há ainda os que sabem mais do que nós e cujas vistas alcançam muito mais que as nossas."

            A folha nova iorquina, de onde extraímos estas notas, termina o seu relato, dizendo:

            "A carta de Sir Oliver Lodge despertou grande interesse nos meios eruditos."

            "O prof. Armstrong, que foi o instrumento que trouxe à atenção pública o conflito que se trava no mundo cientifico, é um dos mais distintos membros da Royal Society."

            A que absurdos extremos e ridículos chegam o orgulho, o fanatismo e a obcecação do espírito humano!


Nenhum comentário:

Postar um comentário