Translate

domingo, 4 de dezembro de 2016

Bezerra - Em louvor da Verdade


Em louvor da Verdade  
Bezerra de Menezes
por Chico Xavier
                                                                                Reformador (FEB) Março de 1950

            Relevai-nos a sugestão de trabalho, embora busqueis a luz sem esforço.

            O Espiritismo que indaga simplesmente deu lugar, há muito tempo, ao Espiritismo que estende os braços.

            Atravessais verdadeira floresta, onde os caminhos de volta ao campo da luz divina parecem intransitáveis. Pensamentos de egoísmo, de incompreensão, de discórdia, vaidade e orgulho se entrechocam, à maneira de projetís invisíveis, ao redor de vossa personalidade, e se faz imperiosa a coragem para que os óbices multiplicadores já não nos vençam os labores recíprocos.

            Realmente, a vossa procura é nobre e edificante.

            Bem - aventurados aqueles que demandam a verdade e que anseiam por uma passagem libertadora no rumo da claridade eterna!

            Não comeceis, no entanto, o empreendimento, ao modo de um homem que iniciasse a construção de uma casa pelo teto.

            Soletrai, antes de tudo, o alfabeto da bondade.

            Sem as primeiras letras do amor, nunca atenderemos o sagrado poema da vida.
             
            É indispensável abrir o coração, vaso destinado às sementes do Céu, convertendo-nos em instrumentos do bem ativo e incessante.

            Não iluminaremos a mente sem purificar os olhos, tanto quanto ninguém alcança o discipulado do Senhor, sem mobilizar as mãos na obra redentora da Terra.

            Encetemos a reestruturação dos nossos destinos, compreendendo-nos mutuamente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário