Translate

terça-feira, 25 de julho de 2017

Prece


Prece
de Mínimus (Antônio Wantuil)
Reformador (FEB) Dezembro 1943

Eu sou, amado Mestre, aquele Malco forte,
Que fraco se tornara ao ver-te frente-a-frente.
Minha orelha atingida, em bem profundo corte,
Deu luz à minha vida, à vida de um demente!

O sangue borbotante e que estancaste, oh! Cristo.
Iluminou-me o ser e deu-me esse desejo
De te servir na Terra, onde não foste visto
Na glória divinal que neste instante vejo!

Eu quero reparar o meu passado triste,
Sofrer pelo meu crime e por amor aos meus,
Sentindo o mal que fiz e a dor que em mim persiste.

Que teu perdão alcance os pobres corifeus,
Os soldados e os reis e todos que aqui viste,

Para que sigam, hoje, as pregações dos teus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário