Translate

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Luta Inglória


São Jerônimo e as traduções da Bíblia



          









                   Luta Inglória
                    por João Passos
Reformador (FEB)    Dezembro 1943

Inúmeras têm sido as discussões em torno da obra de Roustaing. Elas, longe de provocarem o estudo consciente e sadio nas fileiras do Espiritismo, causam por assim dizer uma verdadeira confusão de ideias, uma perturbação que seria total, se não pudéssemos ressalvar um pouco de senso e de meditação. Seria de bom alvitre dar-se por encerrada essa contenda que tanto azo tem dado aos adversários da Doutrina.

Que se encontra na obra de Roustaing senão a interpretação do Evangelho de Jesus Cristo? Que há de mal ou pernicioso? Somente nos séculos da ignorância se admitia a condenação dos justos, dos sábios, dos cientistas.

Parece-me que alguns espíritas pretendem que só a Kardec coube a missão de divulgar o Espiritismo, pecando aquele que das suas obras se afastar. Eles se assemelham a católicos fanáticos que julgam os padres os únicos capazes de pregar aos homens as coisas de Deus.

Roustaing foi um iluminado e tudo que à humanidade legou partiu do Grande Manancial Divino. Estudem-no sem preconceitos, com paciência e a dúvida e a desconfiança desaparecerão.

Segundo Kardec, nem todos os Espíritas conhecem integralmente as coisas do invisível e. porque, se faz tanta praça a respeito do corpo de Jesus? Sem dúvida, os Espíritos assistentes de Kardec não receberam ordens superiores, ou, então, por não possuírem o respectivo conhecimento, deixaram de se manifestar sobre a personalidade do Messias, ao passo que, àqueles que a Roustaing assistiram coube a revelação e a explicação do corpo do Cristo.

Tomando Jesus um corpo carnal, por força das leis que regem este planeta, estaria sujeito às suas múltiplas sensações (refiro-me ao corpo) e, portanto, não suportaria, até ao fim, a brutalidade dos sofrimentos físicos de que fora alvo; por outro lado, sujeito às mesmas leis, este corpo haveria de putrefazer-se, o que não aconteceu, visto o seu desaparecimento do sepulcro.

Referi-me às leis, porque os Espíritos superiores afirmam não serem elas revogadas, e o corpo de Jesus, como se sabe, não obedeceu à lei.

É, portanto, digna de culto e estudo a obra de Roustaing. Ela não só proporciona o caminho da verdade como desenvolve, por sua vez, os altos ensinamentos contidos nas obras de Kardec, e de todos os outros propagadores da Terceira Revelação.

É o meu modo de ver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário