Translate

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Estagnações na concepção religiosa



 Caravana  da "Escola Jesus-Cristo", de Campos (RJ), integrada, entre outros, por Clóvis Tavares, Salvadora Assiz e Dejanira Bastos de Souza, dirigiu-se a Pedro Leopoldo (MG), em fevereiro de 1939, com o fim de confraternizar com o médium Francisco Cândido Xavier.
               Durante os dias que passaram naquela pequena localidade, fartas luzes espirituais desceram do Alto, na forma de comunicações de Espíritos diversos, em prosa e verso, oportunamente estampadas no valioso opúsculo de trinta páginas, organizado e gratuitamente distribdo, na época, por aqueles companheiros do florescente município fluminense.
          Entre os trabalhos figurantes na publicação aludida - denominada Mensagens -, quatro indagações diretas feitas a Emmanuel tiveram dele respostas prontas, claras e persuasivas, as quais - devido às solicitações de esclarecimento que, nos dias de hoje, são ainda endereçadas aos Centros Espíritas, formuladas por pessoas influenciáveis por questões "misteriosas", "secretas" ou de cunho exótico-fenomênico - passamos a reproduzir em nossas colunas.
                                A Redação.

O Redentorismo de Luiz de Mattos

Pergunta: - "Como Emmanuel considera o Redentorismo, fundado por Luiz
de Mattos?"

Resposta:

Atendendo-se às suas variadas expressões fenomênicas, ninguém poderá contestar que essa ou aquela manifestação de ordem espiritística deixe de ser uma expressão da Doutrina, em seus numerosos aspectos de fenomenismo. O que falta, todavia, a essas numerosas correntes pessoais, no terreno das interpretações doutrinárias, é a iluminação evangélica, para que encarnados e desencarnados, que nelas cooperam, sejam conduzidos à certeza de que toda a finalidade do Espiritismo é a restauração da fé, em Jesus Cristo, pelo coração e pelo sentimento.

Toda a desgraça da civilização do Ocidente é o dizer-se cristã, sem que o seja.
Infelizmente, dentro dos arraiais da Doutrina, há muita singularidade que padece desses contra sensos.

Em tocando a superficialidade desse ou daquele fenômeno, julgam alguns dos nossos irmãos conhecer toda a Doutrina, e daí o se afirmarem espiritistas, sem apreenderem as profundas ilações de ordem moral e religiosa das revelações do plano invisível. 

Sem o necessário esclarecimento da fé e sem o concurso do sentimento evangélico, atiram-se, desprevenidos, às mais vastas experiências, sendo, muitas vezes, colhidos na rede sutil das vaidades pessoais, esquecidos de que todos os fundamentos da Verdade residem em Jesus Cristo.

Em todos os agrupamentos, porém, militam os de boa-fé e os de generosas intenções, e, desde a antigüidade, falam-nos as tradições religiosas que o Senhor poupa as cidades transviadas do mundo pelos justos que elas possuem. E, também, o Mestre recomendou que se deixasse crescer, juntos, o trigo de seus ensinamentos e o joio dos homens, na seara vasta do mundo, porquanto Ele há de julgar e escolher o bom grão na época da ceifa.

Assim, pois, trabalhemos na edificação das almas, confiados na misericórdia do Cristo, cientes de que todas as correntes de pensamento que não se coadunem com as verdades de sua lição divina, transformar-se-ão, mais tarde, ou cairão por si mesmas, sem que o Divino Mestre, para destruí-Ias, necessite dos penosos processos de agressividade do mundo.

As Igrejas protestantes da atualidade

Pergunta: -- "Como encara Emmanuel as Igrejas Protestantes da época atual?"

Resposta:

Todas as dificuldades espirituais das Igrejas Protestantes, na atualidade, são filhas da herança dogmática, guardada pela Reforma, quando de sua libertação da tutela arbitrária da Igreja de Roma.

Além disso, a união de algumas de suas forças mais poderosas com a política dos Estados do mundo, à maneira da instituição romana, corta-lhes as radiosas possibilidades de enriquecer os seus patrimônios espirituais.

o fossem essas circunstâncias constrangedoras e os seus postulados teriam beneficiado, sobremaneira, os corações, caminhando com a evolução do pensamento para a fé raciocinada, dentro do Evangelho em espírito e verdade, sem o penoso cárcere da letra.

Mas, é lícito esperarmos por melhores dias. Virá o momento em que todas as seitas religiosas hão de reconhecer que o Espiritismo Cristão é a dádiva celeste que lhes envia Jesus, a fim de que as suas expressões mais generosas não pereçam no naufrágio da desorientação dogmática, considerando-se que todas as estagnações da concepção religiosa terão de desaparecer, em futuro próximo, com a evolução do pensamento do mundo.

As Assembléias Pentecostais

Pergunta: - "Que acha Emmanuel das Assembléias Pentecostais, que se dizem
visitadas pelo Espírito Santo?"

Resposta:

Nos pródromos de todas as organizações religiosas há o ascendente místico da influenciação dos poderes ocultos do plano espiritual. Toda essa influenciação do Alto é de natureza divina, mas, a palavra do céu, como o orvalho, mistura-se com o elemento que a recebe, sobre a face do mundo. Sobre o diamante puro, o rocio do firmamento se conservará sempre puro, mas, de um modo geral, a gota de orvalho descansa sobre outros elementos do solo, misturando-se, compulsoriamente, aos defeitos da terra em que caiu. Os organizadores das Assembléias Pentecostais receberam a intuição divina das relações entre a Terra e o plano espiritual, mas, não souberam compreender os apelos do Alto, consubstanciados, então, de maneira simples e edificante, na Doutrina Espiritista, à luz do Evangelho.

O Esoterismo

Pergunta: - "Como considera Emmanuel o Esoterismo?"

Resposta:

O Esoterismo, como vasto movimento de educação espiritualista, é um louvável esforço da mentalidade humana para apreender a ciência espiritual, na sua complexidade e no seu transcendentalismo, mas, todo estudioso deve ter o cuidado preciso quando algumas de suas escolas pleiteiam o talismã do poder e da felicidade sobre a Terra.

             Todo poder que não vem do amor e do bem é um novo agravo de responsabilidades para as criaturas que o detêm, e toda felicidade que não descansa sobre a felicidade dos outros é um filtro venenoso que pode enganar os menos avisados de entendimento.

            É por isso que acima de todas as escolas espiritualistas colocamos o Evangelho de Jesus Cristo. Ele é o sopro que vivifica e renova todas as abençoadas revelações das grandes almas. Representando uma estrada para o Espiritismo Cristão, o Esoterismo será igualmente convocado para o Caminho, para a Verdade e para a Vida, em Jesus, quando todos os seus órgãos de expressão compreenderem que, enquanto a maioria de suas escolas prepara os homens para os poderes terrestres, o Consolador edifica todos os corações do mundo para esta vida e para a outra, que se desdobra, com a lei das compensações, nas luzes do Infinito.

Estagnações da concepção religiosa
Redação

Reformador (FEB) Junho 1976

Nenhum comentário:

Postar um comentário