Translate

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Renovação Permanente do Espiritismo

         O interesse crescente da juventude pelos problemas da vida tem proporcionado  considerável desenvolvimento aos grupos denominados “mocidades espíritas”, comprovando, assim, o incessante progresso do Espiritismo Cristão em todo o território
brasileiro. Ê claro que tal acontece em meio a dificuldades que vão sendo superadas,
quer da parte das “religiões tradicionais”, quer de certas ideologias negativas e perturbadoras, que procuram insinuar-se, adotando comportamento mimético e poluidor.

            Semelhante avanço no setor dos jovens é extremamente auspicioso, porque deixa evidente que a enorme maioria está seriamente empenhada em estudar e ampliar seus conhecimentos também no Espiritismo Cristão, já convencida de que a vida terrena se acha indissoluvelmente ligada à vida extraterrena, que o mundo físico tem permanente contato com o mundo espiritual. Aprende a juventude esclarecida pela Doutrina Espírita e o Evangelho, em espírito e verdade, que nenhum problema humano pode ser definitivamente solucionado pela violência, pela divisão dos homens, pela segregação e pela anacrônica “luta de classes”. Isso foi o que deixou Jesus em seu Evangelho de trabalho, paz e amor, amplamente demonstrado através dos séculos e, não faz muito tempo, pelo Mahatma Ghandi, que não sendo cristão por profissão de fé o foi muito mais pelo exemplo, vencendo governos poderosos e bem armados sem usar outra arma senão a palavra mansa e objetiva, clara e lógica, profunda e incontestável, da não-violência.

            Os centros espíritas, as casas espíritas, enfim, o ambiente do Espiritismo Cristão é feito de amor e paz, de solidariedade no bem e de coragem e espírito de renúncia para vencer o mal. Dessa maneira, os jovens vão adquirindo, a pouco e pouco, a orientação de que necessitam para se transformarem em homens e mulheres que, em futuro não distante, tomarão com segurança o destino que mais convém ao progresso do Brasil e da humanidade. País predestinado a ser, como disse Humberto de Campos, “o coração do mundo e a pátria do Evangelho”, o Brasil está realmente cumprindo a sua destinação. É, hoje, o maior país espírita-cristão do mundo, com uma juventude interessada em construir e nunca em destruir; em fortalecer a família e a sociedade a que pertence, jamais em dessorar as energias indispensáveis ao trabalho útil, em desviar sua atenção do caminho que lhe assegurará a felicidade a que todos temos direito, porque ninguém alcançará pela violência contra seus irmãos em Deus o bem que deseja para si, para a família e para a terra em que nasceu. Eis por que o Evangelho em espírito e verdade é a luz que ilumina a estrada da Doutrina Espírita, rumo a Jesus, que é Verdade, Caminho e Vida.

   Segundo a palavra autorizada de Léon Denis, o Espiritismo é lei fundamental da Natureza. E acrescenta o grande escritor francês: “Sempre existiram relações entre homens e Espíritos, com maior ou menor intensidade. Por esse meio, contínua revelação se propagou no mundo. Flui, através dos tempos, uma grande corrente de energia espiritual, cuja fonte é o mundo invisível. Por vezes, essa corrente se oculta na penumbra; vai-se encontrar dissimulada sob a abóbada dos tempos da Índia e do Egito, nos misteriosos santuários da Gália e da Grécia; só dos iniciados e dos sábios é conhecida. Mas, também, às vezes, em épocas determinadas pela vontade de Deus, surge dos lugares ocultos, reaparece em pleno dia, à vista de todos; vem oferecer à humanidade esses tesouros, essas magnificências esquecidas, que a vêm embelezar, enriquecer, regenerar. É assim que as verdades superiores se revelam através dos séculos, para facilitar, estimular a evolução dos seres. Com o concurso de poderosos médiuns se patenteiam entre nós, pela intervenção dos Espíritos geniais, que viveram na Terra e que nela sofreram pela Justiça e pelo Bem. Esses Espíritos de escol foram restituídos à vida do Espaço, mas não cessaram de velar pela humanidade e com ela corresponder-se. Em certos momentos da História, um sopro do alto perpassa pelo mundo; as brumas que envolviam o pensamento humano se dissipam; as superstições, as dúvidas, as quimeras se desvanecem; as grandes leis do destino se revelam e a verdade reaparece. Felizes, então, os que a sabem reconhecer e agasalhar!”

        
    Essas magníficas palavras de Léon Denis, escritas quase que no alvorecer do Espiritismo Cristão, são joias de legítimo valor, que se comprovam dia a dia, no campo doutrinário e no campo experimental. Torna-se imperioso, pois, encaminhar
os jovens para a leitura das obras clássicas do Espiritismo, para que melhor compreendam o gigantesco esforço que, desde o seu aparecimento, vem sendo despendido; para que reforcem seus conhecimentos evangélicos e científicos, nos livros espíritas, a fim de que possam melhor avaliar da grandeza da Terceira Revelação, como Religião, Ciência e Filosofia.

            Estudar, estudar, estudar. Mas estudar mesmo, buscando compreender e interrogando os mais experientes, quando encontrarem dúvidas que lhes pareçam
irremovíveis. Nada há de oculto no Espiritismo, porque, seguindo o preceito evangélico, seguimos o caminho livre da verdade. Não nos refugiamos em dogmas ininteligíveis ou herméticos. Não há o chamado “ocultismo” no Espiritismo. Não temos mistérios nem produzimos milagres. Tudo é simples, tudo é claro, tudo é compreensível. O cientificismo tem tentado, infrutiferamente, interromper a trajetória da Terceira Revelação, criando princípios abstratos, mas com o engodo de um fraseado ou uma terminologia nefelibata ( que busca se esquivar da realidade), ambígua, complexa e fechada àqueles que estão do lado de fora de seus gabinetes. O Espiritismo Cristão é de Deus, não pode ser sequer abalado. Um dia, se sobreporá a toda  a humanidade, porque as dúvidas, os preconceitos, os tabus desaparecerão, como desapareceram outros, com a evolução dos conhecimentos humanos, com o progresso da verdadeira ciência, da Ciência que não teme confessar a Verdade que contraria postulados até considerados infalíveis, pois nada é absoluto na vida humana, a não ser Deus.

Renovação Permanente do Espiritismo
Tasso Porciúncula / Indalício Mendes
 Brasil Espírita Maio 1972 /

Reformador (FEB) Maio 1972

Nenhum comentário:

Postar um comentário