Translate

terça-feira, 16 de setembro de 2014

A Cólera


A Cólera
Emmanuel
por Chico Xavier
Reformador (FEB) Fevereiro 1955


            A cólera é responsável por alta percentagem do obituário no mundo, como legítimo fator de enfermidade e portadora eficiente da morte. Além disso, é também a raiz de grande parte dos males e perturbações que solapam a segurança dos trabalhos associativos na Terra.

            Nos lares invigilantes, é o gênio escuro da discórdia. 

            Nas instituições respeitáveis, é o fermento da separação.

            Nas vias públicas, é a porta de acesso ao crime.

            Nos círculos da fé religiosa, é a brecha por onde se derramam os fluidos destruidores das trevas.

            Nos gastrônomos, produz a hepatite.

            Nos fracos, estabelece o abatimento letal.

            Nos irritadiços, plasma os fenômenos epileptóides.

            Nos invejosos e nos despeitados, engendra a loucura por efetuar a ligação imediata da alma com as entidades representativas de charcos espirituais deprimentes.

            Nos maus, desperta os monstros do homicídio.

            Nos corações desprevenidos; arroja as sementes envenenadas do vício.

            Nos inconformados, desequilibra as paredes celulares do edifício orgânico, favorecendo a prosperidade do câncer.

            Nos rebeldes, espalha as sugestões do suicídio.

            Nos intemperantes mentais, provoca ingratas perturbações alérgicas e concretiza moléstias filiadas a diagnose indefinível.

            Em toda parte, quando encontra guarida em algum coração menos consagrado à humildade e à fé, transforma-se em mensageira de terríveis obsessões, que somente a compaixão divina, apoiada na bondade humana, consegue reduzir ou curar.

            Recebamos a experiência, por mais amargosa, com a luz da confiança no Senhor que, em nos oferecendo a prova; nos possibilita a purificação.

            A passagem na Terra é aprendizado.


            Revoltar-se o homem, à frente da vida, é menosprezar o Mestre, aniquilar a oportunidade e perder a lição.             

Nenhum comentário:

Postar um comentário