Translate

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Posta Restante 8b


Posta Restante - 8b
por Sólon Rodrigues
Reformador (FEB) Junho 1972

            P. - Poderá um médium diferenciar a situação ou estado feliz ou infeliz dos
Espíritos pela simples aproximação deles?

            R. - Nem sempre. Os Espíritos, assim como ocorre entre os encarnados, podem fazer-se mais ou menos simpáticos, de acordo com o estado mental do medianeiro.
            Um bom Espírito poderá ser recebido com frieza e até com sensação de desagrado por médiuns que se afinem com galhofeiros ou embusteiros, ou secundadores de maus propósitos.
            O que causa impressão de agrado para uns poderá precipitar sensações desagradáveis para outros.
            Essa é uma ocorrência trivial na vida diária.
            Quantias vezes as pessoas sensatas não nos terão aborrecido, justamente por comungarem com nossos desejos indisciplinados?
            Desde que, porém, o médium esteja empenhado na sua auto moralização gradativa, como convém a todo médium cristão, poderá desenvolver em si essa faculdade geral, registrando os bons Espíritos por uma impressão suave e agradável e um Espírito perturbado ou perturbador por uma sensação penosa, desagradável.
            Vale, contudo, não confiar-se demais nas impressões vagas. Preferível ajuizar
dos Espíritos pelos frutos que produzam, a fim de termos consciência de seu valor

e de sua posição na escala espírita. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário