Translate

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Que pensas do amanhã?


         - Tu, que passas tão cheio de orgulho, dize-me, bem à puridade (o mesmo que pureza): Que pensas do Amanhã? Muda de atitude enquanto é tempo e não te esqueças de que o Sol, se aquece e fecunda, também tisna e destrói. E, apesar de todo o seu poder, conhece também o declínio...

Reflexões à hora do Crepúsculo1
por José Brígido (Indalício Mendes)

Reformador (FEB) Fev 1948

Nenhum comentário:

Postar um comentário