Translate

sábado, 23 de agosto de 2014

A Vida com Amor



A vida não muda. Nós é que mudamos e estranhamos a vida. Se não olharmos o mundo com construtiva tolerância, aproveitando avaramente todos os momentos para sermos bons, o fardo que carregamos parecerá ainda mais pesado. Aprendamos a sorrir com naturalidade, para que a natureza de nossa alma se estampe em nossos olhos, em nosso rosto. As ilusões são poucas; muitos os desenganos... Olhemos para a vida com amor, coragem e resignação, buscando transformar as derrotas das lutas materiais em íntimas vitórias espirituais...

Reflexões à hora do Crepúsculo- 7
por José Brígido (Indalício Mendes)

Reformador (FEB) Fev 1948

Nenhum comentário:

Postar um comentário