Translate

sexta-feira, 30 de maio de 2014

8. O pensamento de Camille Flammarion



pgs. 63  de
Sonhos Estelares’ de Camille Flammarion
(Edição FEB - 1941)
com tradução de Arnaldo S. Thiago


            “Então, no seio da noite infinita, avistei, acima de mim, um outro universo que pairava no espaço como uma nebulosa pálida e longínqua, e compreendi que tudo o que vemos com os nossos olhos durante a noite mais profunda, e tudo o que a visão telescópica já nos permitiu descobrir, nada mais representa, no infinito, do que uma região local em uma imensidade sem limites, - e que há outros universos além deste de que o nosso sol é uma estrela.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário